Dosagens de nutrientes no sangue, hemácias e urina de 24 horas.

No passado os laboratórios de análise ofereciam ao público em torno de setenta exames.

Hoje, estima-se em cerca de dois mil e quinhentos o número de exames realizados, oferecendo apoio ao raciocínio clínico e possibilitando a confirmação de diagnósticos.

Além das clássicas avaliações dos níveis de minerais e metais tóxicos no cabelo, vitaminas no vitaminograma e aminoácidos no aminoacidograma, dosagens hormonais, de nutrientes, de enzimas e de neurotransmissores, podem ser realizadas no sangue total, nas hemácias ou na urina.

As deficiências atuais de minerais (boro, cálcio, cobre, cromo, lítio, magnésio, potássio, selênio, vanádio e zinco), aminoácidos (essenciais e não essenciais), vitaminas (todas elas) e demais nutrientes são muito bem avaliadas através de pesquisa em amostras de sangue total ou nas hemácias.

A avaliação de metais tóxicos e a avaliação da quantidade e velocidade dos nutrientes eliminados durante o processo terapêutico é feita com amostra de urina de vinte e quatro horas.

Já o equilíbrio crônico dos minerais e de metais tóxicos é mais bem avaliado e, quantificado, através do mineralograma.

Um laboratório de referência nas dosagens de nutrientes e radicais livres é o Laboratório Dr. Rouget Perez (Pelotas/RS), que oferece extensa relação de exames. A avaliação dos níveis de hormônios, enzimas, metabólitos, aminoácidos ou neurotransmissores é interessante e importante, pois quadros de carência ou excesso podem estar relacionados a patologias.

Leave a Reply

Your email address will not be published.